30 setembro, 2008

A velhice de um planeta

Amostras com 4,28 mil milhões de anos
Descobertas rochas mais antigas da Terra no Canadá
25.09.2008 - 20h11 Nicolau Ferreira

O movimento das placas tectónicas da Terra produziu ao longo do tempo maravilhas como o cume do Evereste e dispôs os continentes na forma como os conhecemos. Pelo meio esqueceu-se da Baía de Hudson, no Canadá. Agora, cientistas do Canadá e dos Estados Unidos descobriram que na costa oriental da baía podem estar as rochas mais antigas que se conhece da crosta terrestre, produzidas há 4,28 mil milhões de anos.

"Existem datas mais antigas para minerais isolados provenientes do Oeste da Austrália, mas estas são as rochas mais antigas que se conhece até agora”, disse num comunicado Richard Carlson, investigador do Departamento de Magnetismo Terrestre, do Instituto de Carnegie em Washington.

A descoberta foi publicada hoje na revista Science. Os investigadores estudaram amostras de uma cintura de rochas metamórficas chamadas Nuvvuagittuq. Ao medirem a composição dos isótopos de neodímio e de samário, elementos químicos raros que existem nestas rochas, conseguiram datar as amostras entre os 3,8 e 4,28 mil milhões de anos.

Até agora, eram conhecidas rochas com 4,03 mil milhões de anos, no afloramento rochoso de Acasta Gneiss nos Territórios de Noroeste do Canadá. A nova descoberta puxa para trás 250 milhões de anos, a data da crosta mais antiga que se manteve estável.

A Terra tem 4,6 mil milhões de anos e é muito raro encontrar-se restos da crosta original, a maior parte da qual foi esmagada e reciclada no interior do planeta várias vezes. Ao longo do tempo, as placas continentais e oceânicas afastaram-se, embateram, foram sendo produzidas através da actividade vulcânica e desapareceram. Ao mesmo tempo produziram oceanos, montanhas, mares, esculpindo a forma do planeta.

A importância desta descoberta vai para além da idade das rochas. A composição química mostra uma semelhança com rochas vulcânicas que estão num contexto geológico em que há placas a chocarem entre si. “Isto dá-nos um olhar sem precedentes dos processos em que a crosta primitiva se formou”, explicou Carlson.


in Público - ler notícia

Sugestão: leiam a quantidade de parvoíces que se consegue ler na caixa de comentários desta notícia, muitas delas colocadas por criacionistas... Para saberem mais, sugere-se este artigo.

Telescópio Hubble - notícia no Público

Lançamento da Atlantis que iria actualizar o telescópio foi adiado
Telescópio Hubble "está doente"
30.09.2008 - 11h47 Inês Subtil
A avaria impossibilita o Hubble de formatar ou armazenar dados dos seus instrumentos e transmitir informação para a Terra

Uma falha grave no telescópio Hubble forçou a NASA a atrasar a missão da "Atlantis" para actualizar o observatório espacial pelo menos até Fevereiro de 2009. Este adiamento vai permitir que se teste e prepare o aparelho que irá reparar o problema agora detectado, que impossibilita o Hubble de formatar ou armazenar dados dos seus instrumentos e transmitir informação para a Terra.

A agência espacial norte-americana tinha planeado mandar o satélite (SIC) Atlantis para reparar e actualizar o telescópio em Outubro, mas foi detectada uma anomalia no Hubble no sábado, que vai implicar que o lançamento ocorra nos próximos meses para que uma caixa electrónica de substituição seja preparada.

A parte que sofreu a avaria tem duas cópias, a chamada unidade de controlo ou formatador dos dados científicos. Foi o lado A que deixou de funcionar, mas os engenheiros esperam que o lado B fique operacional nas próximas semanas para continuar as actividades científicas do Hubble.

Apesar disso, é crucial que esta unidade seja reparada, senão o telescópio ficará sem substituto para o seu sistema essencial. “Queremos ter a certeza que deixamos o Hubble o mais saudável possível”, afirmou Ed Weiler, administrador associado para a ciência da NASA, citado pela “New Scietist”.

“Meados de Fevereiro parece ser o período mais razoável para efectuar a reparação”, afirmou, por seu lado, Preston Burch, o administrador do Hubble no Centro de voos espaciais Goddard, citado pela BBC.

A missão da “Atlantis”, o quinto lançamento ao serviço do telescópio, estava prevista durar onze dias e pretendia reparar e instalar novos aparelhos no observatório espacial posto em órbita em 1990.

Na semana passada, tinha sido anunciado o primeiro adiamento da partida da “Atlantis”, marcada para 10 de Outubro. A passagem do furacão Ike provocou danos no controlo das operações do Centro Johnson de Voos Espaciais, em Houston. Este é, portanto, um segundo adiamento sem data definitiva prevista.


in Público - ler notícia

28 setembro, 2008

1º Festival Internacional de Fotografia de Natureza de Leiria

Post via Blog Profundezas...:

"Fotonaturis - 1º Festival Internacional de Fotografia de Natureza de Leiria. Uma iniciativa da comunidade portuguesa de fotógrafos da natureza Fotonaturis.org e da Câmara Municipal de Leiria.

É com muito orgulho que a equipa organizadora do festival apresenta em Leiria de 20 de Setembro a 26 de Outubro um festival recheado de exposições, actividades, workshops e convidados internacionais.

Pela primeira vez em Portugal estará exposta a exposição "LIFE A Journey Through Time" composta por 100 imagens de grande dimensão que levarão o visitante a percorrer o caminho da vida do nosso planeta desde o seu aparecimento até aos dias de hoje. Uma viagem fabulosa que suscitou aplausos em todas as capitais europeias por onde passou. A não perder!

Festival Fotonaturis

Frans Lanting, José B. Ruiz e Staffan Widstrand são os nossos três convidados internacionais que irão brindar a audiência nos dias 25 e 26 de Outubro com palestras e audiovisuais em alta definição de cortar a respiração!

"The Big Five", "Cien por ciento Natural", "Wild Wonders of Europe", "Melodia Natural" são apenas algumas das projecções que poderão ser apreciadas no decorrer destes dois dias.

Frans Lanting irá ministrar o workshop "Every Picture Tells a Story". Este workshop aclamado internacionalmente levará os participantes a descobrir os segredos da fotografia e os seus truques e visão que o tornaram um dos melhores fotógrafos da natureza de todos os tempos.
"Wild Treasures - Tesouros da Vida Selvagem que vale a pena preservar", Uma exposição exterior de grande formato estará disponível 24 horas por dia para ser apreciada pelos visitantes. 20 fotógrafos de vários países do mundo juntos numa visão única do nosso planeta terra. "


Fotonaturis.org

19 setembro, 2008

Astronomia de Amadores



Informação recebida da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores (na foto um daguerreótipo da Lua, feito por John Draper, em 1840):

Já saiu o nº 35 (Setembro/Dezembro) da revista desta Associação, que pode ser vista aqui.

Entre os vários artigos, refira-se "O primeiro atlas fotográfico da Lua", de Pedro Ré (a primeira foto da Lua foi feita por Louis Daguerre em 1839) e "Jules Janssen (1824-1907) e a fotografia solar", ainda de Pedro Ré (Jansen foi um astrónomo francês, que trabalhou no Observatório de Meudon, que foi pioneiro na fotografia solar).

Post roubado ao Blog De Rerum Natura

16 setembro, 2008

1ª Foto de Planeta fora do Sistema Solar

O telescópio Gemini do Norte, localizado no Hawaii, publica hoje/ontem - 15 de Setembro - a primeira fotografia de um planeta do tamanho de Júpiter (mas mais quente que este, 1500ºC vs -110ºC) em órbita de uma estrela do tipo do Sol (K7) e com uma massa de aproximadamente 85% do Astro Rei, fora do nosso Sistema Solar, mas na nossa Via Láctea.


Fonte: http://www.gemini.edu/

15 setembro, 2008

ENO Tree Planting Day 2008 - Comemorar o Equinócio plantando árvores


ENO Programme invites you to an exciting event. A new school year will be opened in a special way. We will plant trees at midday, in every corner of the world. The first trees will be planted at noon in Oceania. Following the Sun, new trees will be put to earth in Asia, Europe and Africa. Finally this chain of trees will reach Americas. When the sun has set we will explore sky locally.

Trees will be planted on September 22nd. This day unites us as it’s the day for autumnal equinox. The length of the day is the same everywhere, with everyone worldwide receiving 12 hours of daylight and 12 hours of night. As the international day for peace falls a day before, this is also our contribution for peace.

Tree planting is important for us. Firstly, it reminds us of the nature and the importance of environmental protection. Secondly, it is a symbol for the international co-operation. We also want to spread the message of tolerance and peace. This event has become a success. Last year one thousand schools in 102 countries planted thousands of trees during the day.

Your contribution is important. If you plant trees with us you will be a part of ENO 2008 Tree Planting Campaign. Our aim to plant at least a million trees together. This campaign is connected to Billion Tree Campaign by United Nations Environment Programme.

We also have other activities for this day. Play our special play for the occasion (translated into over 40 languages!), sing our tree planting songs, dance and celebrate.

How to get involved? Af first register your school/group online, by 15th of September 2008. You will receive login and password via email in order to enter the information about your event to ENO Tree Database. Each participating school or youth group will receive a certificate. Find instructions, more information and material for the day on the web. Welcome to build a more sustainable future with us!


11 setembro, 2008

Um grande dia para a ciência

Do Blog De Rerum Natura publicamos o seguinte post, com a devida vénia, de autoria do Doutor Carlos Fiolhais (ilustrado com a imagem do dia do Google):


Hoje, dia 10 de Setembro de 2008, é um grande dia para a ciência, um dia aguardado há muito por cientistas de todo o mundo. Entrará em funcionamento o maior instrumento de investigação jamais construído, o Large Hadron Collider (LHC). "Large", porque é grande (27 km de perímetro), "Hadron", porque nele são acelerados protões, que são hadrões (partículas que sofrem forças nucleares fortes), e "Collider", porque esses protões depois de acelerados colidem com outros protões em sentido contrário, produzindo uma multidão de partículas. Espera-se que o novo instrumento forneça novos conhecimentos sobre a constituição íntima da matéria e sobre as forças fundamentais que presidem à organização do Universo...

Outros posts meus sobre o CERN: Aqui e aqui.

08 setembro, 2008

Navegadores (browsers) para aceder à Internet

Quem lê este Blog está a usar um programa que permite aceder à Internet, um navegador ou browser (expressão equivalente em inglês). Exemplos deste tipo de programa são o Internet Explorer (da Microsoft) ou o Mozilla Firefox, ambos bastante usados por mim, e pela esmagadora maioria dos internautas, embora haja outros, como o Opera ou o Safari, da Apple (dos quais só uso, muito raramente, o último).


Eu, pessoalmente, gosto mais do Mozilla Firefox (estou neste momento a escrever este texto usando este browser, que até tem corrector ortográfico...!). Mas tem estado a dar-me problemas (nos blogues não está a deixar-me ouvir as músicas e ver os filmes, o que é estranho...). Mas, com o lançamento de um novo browser da Google, o Chrome (versão beta) há uma nova possibilidade, que numa primeira observação me parece muito prometedora, de viajar na Internet...


Gostaríamos de saber dos nossos leitores o que acham de estes browsers todos e quais é que usam, até porque este Blog é visto de forma e aspecto diferentes consoante o navegador usado...

06 setembro, 2008

É a política...inducativa...

Cartoons do Antero - Blog anterozóide

Um OTN maluco...

O 2008 KV42 pode ser o elo perdido da origem dos cometas
Descoberto asteróide a orbitar o Sol “ao contrário”
05.09.2008 - 12h56 PÚBLICO

Os astrónomos detectaram um asteróide curioso, que anda à volta do Sol no sentido inverso aos dos restantes corpos do Sistema Solar. A descoberta pode ajudar a explicar a origem da família de cometas como o Halley e pode ser o elo perdido que há muito se procurava.

O ‘novo’ asteróide foi baptizado 2008 KV42, encontra-se na cintura de Kuiper, um anel de corpos gelados além de Neptuno, a descrever uma órbita que é quase perpendicular às órbitas dos planetas, com uma inclinação de 104 graus.

Os investigadores do grupo de Investigação Franco-Canadiana do Plano Eliptíco (IFPE) detectaram, pela primeira vez, o corpo ‘rebelde’ a 31 Maio, enquanto procuravam corpos trans-neptunianos em órbita com inclinação elevada usando, para o efeito, o telescópio Canadá-França-Havai.

As primeiras observações permitiram concluir que possuía 50 quilómetros de diâmetro e que descrevia uma órbita invulgar, mas será necessário recorrer a outros telescópios para confirmar que esta descoberta pode ser o elo que faltava entre a Nuvem de Oort e os cometas do tipo do Halley.

O elo perdido

Continua a não ser claro de onde vêm os cometas desse tipo. Os modelos de computador sugerem que há duas hipóteses para os locais de origem: a cintura de Kuiper (onde o 2008 KV42 foi agora descoberto) ou a distante Nuvem de Oort, uma região de corpos gelados a uma distância entre 20 mil UA e 200 mil UA do Sol (uma UA - Unidade Astronómica equivalente à distância média entre a Terra e o Sol).

A órbita do 2008 KV 42 parece estar estável há centenas de milhares de anos, mas os astrónomos acreditam que as suas características particulares podem indicar que foi trazido para o Sistema Solar a partir da Nuvem de Oort. Caso fosse esta realmente a origem do 2008 KV42, seria finalmente possível mostrar como ocorre a transição de corpos celestes até que se tornem em cometas como os do tipo do Halley.

Para Brett Gladman, um dos investigadores do IFPE o ‘novo’ corpo apresenta grandes semelhanças com este tipo de cometas, que também viajam “ao contrário” e apresentam órbitas de inclinação acentuada.

Uma descoberta única

Até agora as órbitas dos asteróides na região para lá da órbita de Neptuno têm fornecido importantes pistas sobre como o exterior do Sistema Solar tomou forma e evoluiu. Os corpos celestes descobertos são novas pistas para traçar a história do início do Sistema Solar e desafiam até algumas teorias já aceites.

O 2008 KV42 promete fazer isso mesmo. Um dos investigadores do projecto, JJ Kavelars, reforça a importância deste achado “apesar de estarmos especificamente à procura de corpos trans-neptunianos já há algum tempo, nunca esperámos encontrar um que descrevesse uma órbita ao contrário.” Até agora este é o primeiro corpo celeste na região para lá de Neptuno a ‘seguir naquela direcção’.

A equipa que o descobriu já o apelidou de Drac, diminutivo de Drácula, pois a órbita ‘lateral’ deste corpo celeste dá a impressão que pode andar pelas paredes e que, além de um carácter ‘rebelde’, tem poderes mágicos tal como os vampiros.

in Público - ler notícia

PS - sugere-se ainda a leitura do seguinte post - O testículo esquerdo - do Blog Chornal do Inacreditável...

05 setembro, 2008

Com incentivos à natalidades destes...

Contratadas lesadas por engravidar
Circular contraria incentivo à maternidade. Contratos de trabalho recusados em período de licença de parto
HELENA TEIXEIRA DA SILVA

No momento em que José Sócrates anunciava novos incentivos à maternidade, o Ministério das Finanças divulgava uma circular que limita o direito das mulheres a renovar contratos a prazo durante o período de gozo da licença de maternidade.

Eva é professora contratada há oito anos, tantos quantos adiou o sonho de ser mãe. Julgando-se protegida pelas novas medidas do Governo, decidiu engravidar. O filho tem agora dois meses; ela usufrui, actualmente, do segundo dos cinco meses de licença de maternidade a que tem direito. Mas a situação, afinal, é incompatível. Resultado: perdeu o lugar na escola onde havia sido colocada.

"Se quisesse trabalhar, teria de renunciar à licença de maternidade. Para ficar com o meu filho, fiquei sem a colocação", explica numa carta que endereçou ao grupo parlamentar do CDS-PP.

O deputado centrista Pedro Mota Soares já enviou um requerimento ao Ministério das Finanças a questionar "como é possível que alguém seja lesado por estar a usufruir de um direito social". E exige saber quando é que esta situação, caucionada por uma circular (n.º 1 /DGAEP/DGO/2008) que considera "inconstitucional", será corrigida. "É uma interpretação aberrante da lei, uma vez que é prejudicial e paradoxal. Obriga as pessoas a optarem entre a carreira profissional e a vida pessoal, o que demonstra a falta de sentido global das medidas anunciadas por este Executivo", critica. O JN tentou também obter esclarecimentos por parte da tutela, mas não obteve resposta.

Para Mário Nogueira, secretário-geral da Federação Nacional de Professores (FenProf), a situação "além de perversa", ilustra "a perspectiva economicista deste Governo, que recusa contratar, temporariamente, dois professores - o que está de licença e o que o substitui - para o mesmo lugar". E insiste, também, na "duvidosa constitucionalidade da circular ".

Bettencourt Picanço, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado(STE), admite não ter conhecimento de nenhum caso concreto, mas condena igualmente "a ilegalidade da circular que contraria as disposições legais que protegem o direito à maternidade".

A legislação é clara: no momento de assinar o contrato de trabalho, a docente deve estar em condições de o exercer. Se não estiver, não o pode aceitar. A lei é extensível à administração pública.

"Mas os professores são os mais prejudicados", volta Mário Nogueira. "Numa segunda fase de concurso, a docente lesada pode não conseguir colocação, ficando desempregada. Se for colocada, pode não ter horário completo ou para o ano lectivo inteiro. Ou pode ficar colocada numa escola cuja distância não a favoreça".

A situação é ainda mais grave, acentua, "porque prevê três cenários distintos que redundam num quadro de extrema desigualdade". Além do exemplo descrito, em que a mulher, apesar de tudo, pode escolher abdicar dos seus direitos, existe um caso em que ela não tem alternativa. "Se a licença de maternidade estiver dentro das seis semanas obrigatórias por lei, a mulher nem sequer tem direito de opção. Pelo contrário, se iniciar a licença no dia seguinte a assinar o contrato, já não perde o trabalho nem a licença. Isto significa que as professoras têm de fazer contas para que a licença não coincida com a assinatura do contrato".

Recusando comentar o caso concreto, Luís Fábrica, especialista em Direito Administrativo, afirma "não estar convencido de que a circular seja inconstitucional". Explica que "o Direito Constitucional pretende equilibrar dois interesses conflituantes, ambos legítimos, o que dificulta a decisão". O jurista sublinha que "nunca há uma única solução e que é preciso apurar quem acarreta as consequências do facto - no caso, a licença de maternidade - mas, em princípio, será quem o protagoniza: ou seja, a mulher que engravida".


in JN on-line - ler notícia

04 setembro, 2008

A carga pronta metida nos contentores

O impagável humor do Antero, acompanhado de música alusiva ao objecto do seu olhar crítico, para começar bem o ano...

Música para começar um ano de (muito) trabalho

Para começar o novo ano lectivo em sintonia com o tempo e o estado dos professores, aqui fica uma canção do album Touch (1983), em versão remix, de um grupo e de uma voz que eu gostava muito...

Here comes the rain again - Eurythmics (Freemasons mix)



Here comes the rain again
Falling on my head like a memory
Falling on my head like a new emotion
I want to walk in the open wind
I want to talk like lovers do
I want to dive into your ocean
Is it raining with you

So baby talk to me
Like lovers do
Walk with me
Like lovers do
Talk to me
Like lovers do

Here comes the rain again
Raining in my head like a tragedy
Tearing me apart like a new emotion
Oooooh
I want to breathe in the open wind
I want to kiss like lovers do
I want to dive into your ocean
Is it raining with you

So baby talk to me
Like lovers do

Here comes the rain again
Falling on my head like a memory
Falling on my head like a new emotion
(Here it comes again, here it comes again)
I want to walk in the open wind
I want to talk like lovers do
I want to dive into your ocean
Is it raining with you


NOTA: para puristas e fãs, duas outras versões, ao vivo:




02 setembro, 2008

George Orwell - um novo blogger

O escritor George Orwell, precocemente falecido em 1950 e que se chamava Eric Arthur Blair quando nasceu, em 25 de Junho de 1903, na Índia, o famoso autor de livros como 1984 e O Triunfo dos Porcos, está agora na Blogosfera, através de escritos pessoais e reflexões diárias, textos por si registados entre Agosto de 1938 e 1942 e que estão a ser publicados no Blog Orwell Diaries.

Nestes dias, em que as alegorias por ele elaboradas fazem cada vez mais sentido - v.g. o caso de um senhor que aproveitou com unhas e dentes todas as facilidades um certo tipo de ensino e que hoje, segundo uma notícia, disse isto: "o tempo do facilitismo acabou" ou ainda a vontade do mesmo de nos controlar em tudo o que puder: cartão único, chip nas matrículas, uma máquina bem montada a controlar as notícias e as opiniões - tudo isto nos remete para Orwell...



Sou um Exilado no meu próprio País

Com o nosso agradecimento ao colega, pelo esforço físico e moral e pelo facto de não ter deixado que o medo o dominasse, aqui vai mais uma acha para a fogueira...


Chamo-me António Morais. Sou professor. Aquele professor doido que percorreu 947 km de bicicleta unindo as escolas nas quais teve o privilégio de leccionar e trabalhar com o intuito de chamar a atenção para o que se está a passar na educação.

Há muito tempo que percebi que a educação não está na moda. Quem é que se importa com ela? Talvez o governo se importe um pouco, mas só na justa medida em que possa cortar e limitar os gastos com ela. Eu importo-me muito, e acho sinceramente que este ministério com a sua obsessiva avalanche de mudanças norteadas por princípios exclusivamente economicistas delapidou e destruiu o património da classe docente: a sua dignidade e o seu empenho; e assim deu uma estocada mortal na escola pública. Queria denunciar esta triste realidade e por desgraça descobri algo ainda mais horrível: a existência de indícios muito fortes de que a liberdade de expressão já não mora aqui! Ao longo desta legislatura foram surgindo sinais que pareciam fortuítos e pontuais do cerciar da liberdade de expressão. Agora configuram, para mim, uma clara estratégia sistemática e bem urdida para calar as vozes dissonantes. Foi uma anedota sobre o Primeiro Ministro, que custou o lugar na DREN e um processo disciplinar ao professor que a contou. Lembro que tal piada não foi escutada pela pessoa que sentenciou e pronunciou a pena. Presumo que a anedota deveria ser péssima para ser premiada com tal castigo!!! Foi uma simpática visita realizada por dois amáveis polícias ao sindicato da Fenprof na Covilhã na véspera da visita do Primeiro Ministro àquela cidade, que apenas queriam tomar café. O café dos sindicatos tem outro sabor!!! Foi a preocupação das autoridades em encontrar estacionamento em Lisboa no dia 8 de Março (o dia da Marcha da Indignação) que fez com que fossem às escolas previamente inteirar-se dos professores que iriam para a capital protestar. É excelente termos um governo preocupado com o nosso bem-estar no trânsito lisboeta!!! Foi a proibição dos professores se deslocarem para outras escolas para participarem em reuniões sindicais. Nessas deslocações podem acontecer acidentes, deve ser essa a preocupação que fundamentou esta proibição. A tutela preocupa-se connosco!!! Foi a pretensão da tutela em diminuir a representatividade dos sindicatos e, certamente, continua a ser. Afinal numa altura em que tudo o que pedido pelos trabalhadores é imediatamente concedido pelas entidades patronais… para que são necessários os sindicatos?!!!

Agora os factos estranhos que aconteceram na última etapa da minha viagem “No Trilho da Esperança”, que uniu Alcoutim a Vila Real de Santo António…

Primeiro: duas cadeias de televisão enviaram duas jornalistas e dois operadores de imagem respectivamente que me acompanharam durante uma grande parte desta última jornada e que filmaram a conferência de imprensa improvisada na rua pela impossibilidade de ser realizada dentro da escola.

Segundo: a Escola Básica 2,3 D. José I de Vila Real de Santo António, à hora da minha chegada, que ocorreu por volta das 13.30, estava encerrada, mesmo estando lá dentro pessoal administrativo e auxiliares de acção educativa que se escondiam quando chamávamos para que nos abrissem a porta.

Terceiro: a Direcção Regional de Educação do Algarve não autorizou a que se fizesse a conferência de imprensa no interior da escola.

Quarto: os telejornais das respectivas televisões que se encontraram presentes não deram qualquer notícia referente ao que tinha acontecido durante e no fim desta jornada.

Explicações para estes factos: Primeiro, os jornalistas e os operadores de câmara das respectivas televisões foram filmar-nos com a intenção de passar o tempo e não de veicular qualquer informação. É um bom passatempo!!! Segundo: a escola estava fechada porque era a hora de almoço, mesmo tendo sido avisados e tendo conhecimento que a hora prevista da minha chegada era as 13.00, e os funcionários iam-se escondendo, porque gostam de jogar às escondidas!!! Terceiro: a Direcção Regional de Educação do Algarve não gosta de professores ciclistas e jornalistas dentro da escola, sobretudo em tempo de férias, podem perturbar o normal funcionamento das aulas inexistentes!!! Quarto: a última jornada de uma viagem de protesto de bicicleta pela educação não tem nenhum interesse jornalístico, sobretudo quando a escola está fechada e quando a tutela não autorizou que se fizesse a conferência de imprensa lá dentro. É tudo muito comum e banal para ser notícia!!!

Num regime ditatorial sei que não sou livre para dizer o que quero, mas ao contrário, pensava eu, ingenuamente, num regime democrático tenho liberdade de expressão e as minhas ideias podem ser veiculadas pelos meios de comunicação social. Estava enganado!!! O que é feito do significado da palavra “democracia” e da “liberdade de expressão”? Parece que estou a viver numa “diz que é uma espécie de democracia”, com muito de “espécie” e pouco de “democracia”.

Bom, devem ser tudo coincidências estranhas e eu devo estar num estado de alucinação e ver o que em realidade não existe. A nossa democracia não está bem mas recomenda-se! Recomenda-se um tratamento eficaz para a profunda doença que padece!!!!

António Morais (post roubado ao Blog A Educação do Meu Umbigo)