03 agosto, 2008

Governo faz propaganda e obriga os professores e realizar o trabalho logístico e operacional

Do Blog ProfAvaliação, de Ramiro Marques, publicamos o seguinte post:


A propósito das sessões contínuas de propaganda centradas nas escolas, de que são exemplos, a entrega de 500 mil portáteis e de 115 mil livros, dos prémios de 500 euros ao melhor aluno dos cursos científicos e humanísticos e ao melhor aluno dos cursos profissionais e a realização, no dia 12 de Setembro, em todas as escolas, do Dia do Diploma, recebi este comentário que merece ser lido:


É de facto lamentável que:
  • alunos com fome se continuem a sentar diariamente nas nossas salas de aula (desde o 1º ciclo ao secundário);
  • alunos sem posses tenham que ir para a escola sem material escolar;
  • sejam os professores que durante esta legislatura tem sido maltratados, insultados, privados de progredir e cuja carreira foi aniquilada, se vejam obrigados a ajudar os alunos com efectivas carências que o ME ignora;
  • se usem as verbas retiradas a esses mesmos professores, através de um ECD, concurso de Titulares e novas regras para a Aposentação, para se adquirirem 500 mil computadores e 115 mil livros, pondo desta forma em marcha a propaganda para as próximas legislativas.

Agora, exigir a esses mesmos professores que tenham o trabalho logístico de “distribuir os livros”, organizar os fantástico eventos do “dia do diploma” e da atribuição dos “500 Euros ao melhor aluno dos cursos científico-humanísticos e ao melhor aluno dos cursos profissionais ou tecnológicos “, coagindo-os a pactuar nessa vergonhosa propaganda, é demais!

M. José

Sem comentários: