23 outubro, 2006

Um Plutão "menor" pode ser positivo

Também na questão educacional, a despromoção de Plutão levou a um debate. Muitos professores já ensinavam desde há algum tempo que Plutão não era um planeta, colocando a sua opinião pessoal, penso que fundamentada, ao que era globalmente descrito, quer pela UAI, quer pelos livros e materiais educativos. Existe aqui uma questão importante e interessante...Dever-se-á apresentar uma temática como esta, de uma certeza muito ambivalente, pelo lado não convencionado, por forma a estimular um ensino pelo debate, e estimular os alunos a encontrarem a sua própria opinião? Neste tipo de assuntos, a avaliação não seria só sobre um conhecimento absoluto e hirto, mas pela capacidade de discutir uma situação, fundamentando-a de uma forma racional e criativa. Penso ser esta uma questão importante, e que mereceria alguma reflexão, até porque sinto que se fala muito disto, mas não de uma perspectiva prática...

Apenas uma nota final para referir que de facto, esta diuscussão de Plutão ainda vai no adro. A NASA já anunciou que não vai alterar os materiais educacionais enquanto a contestação continuar acesa, em que vários grupos estão a juntar a sua voz em relação ao estatuto planetário de Plutão.

2 comentários:

João Cruz disse...

Acho que devemos mudar também o nome do planeta anão de Plutão para "Plutinho" lol.

Fernando Martins disse...

Eu, desde há muito tempo, que dizia que o Plutão era um OTN... Aliás se se quisesse manter o Plutão com planeta principal tinha de se acrescentar vários OTN (eu acedito que deve haver ainda mais alguns, para além do Quagar, Sedna e "Xena", com tamanho suficientemente grande para se enquadrarem como similares ao Plutão). Mas é desta saudável discussão que nasce a luz e que alunos e professores notam que a Ciência é uma coisa dinâmica e sempre em mudança...!