18 setembro, 2006

Planetas anões e Éris


Da Wikipédia (a enciclopédia interactiva da Internet) retirámos a seguinte definição:

"Um planeta anão é um corpo celeste muito semelhante a um planeta, dado que orbita em volta do Sol e possui gravidade suficiente para assumir uma forma com equilíbirio hidrostático (aproximadamente esférica), porém não possui uma órbita desempedida. Um exemplo é Ceres que, localizado na cintura de asteróides, possui o caminho de sua órbita repleto daqueles pequenos astros.

De momento conhecem-se três planetas anões no sistema solar, são eles: Plutão, Éris e Ceres."

Se Plutão (ou o planeta duplo Plutão-Caronte, para ser mais preciso...) e Ceres não são propriamente desconhecidos (com a curiosidade de Ceres também, no século XIX, ter sido considerado algum tempo um planeta principal...) já Éris é o nome oficial (finalmente...) que a IAU deu a Xena (o estúpido nome que alguns deram ao astro 2003 UB313, antes de este ter nome oficial). Citando novamente o texto da Wikipédia sobre Éris:

"Éris é um planeta anão nos confins do sistema solar, numa região do sistema solar conhecida como disco disperso. É o maior planeta-anão do sistema solar e quando foi descoberto, ficou desde logo informalmente conhecido como o 'décimo planeta', devido a ser maior que o então planeta Plutão.

Éris tem um período orbital de cerca de 560 anos e encontra-se a cerca de 97 UA do Sol, em seu afélio. Como Plutão, a sua órbita é bastante excêntrica, e leva o planeta a uma distância de apenas 35 UA do Sol no seu periélio (a distância de Plutão ao Sol varia entre 29 e 49,5 UA, enquanto que a órbita de Neptuno fica por cerca de 30 UA)."

Curiosamente este planeta anão tem um satélite, que na proporção lembra o caso da Terra e da Lua:

"A lua de Éris, Disnomia, foi descoberta a 10 de Setembro de 2005. Estima-se que Disnomia seja oito vezes menor e sessenta vezes menos brilhante que Éris e que orbite esse último em cerca de catorze dias.

O sistema Éris-Disnomia parece semelhante ao sistema Terra-Lua. Apesar das dimensões mais reduzidas dos dois objectos, o satélite de Éris está dez vezes mais próximo do planeta que orbita que a Lua da Terra apesar de ser oito vezes menor que a nossa lua."

Sem comentários: